Primeiro aniversário da morte de António Cabral

Publicado em Notícias
Ler 3272 vezes

Passou no dia 23 de Outubro o primeiro aniversário da morte do grande poeta do Douro. Deixamos aqui, como singela homenagem à sua memória, estes seus versos dos Poemas durienses.

 JUNTO DA VERDE TÍLIA

Ó passos da minha infância,
meu bibe branco, ó vindimas,
o rou-rou, os trigais, ó minha avó,
contos de fadas, romarias,
o ti Sereno construindo muros,
a tia Zefa que era feiticeira,
ó malhadas com muita gente,
meu bibe branco, ó vindimas
em que a Laura cantava, a Laura,
ó festa da Senhora das Dores,
foguetes, música, foguetes,
ó passos da minha infância,
     aqui estou,
     junto da verde tília.
     Estou e amo.
     O tempo
     é um acto puro, ó meu amor.

Classifique este item
(0 votos)