A Rua Direita e Tellus 72

Foram recentemente editadas e distribuídas mais duas publicações constantes do plano editorial do Grémio Literário para 2020.
Dadas as precauções exigidas pelo combate à Covid-19, a distribuição foi feita em moldes diferentes do habitual.
No dia 18 de Julho de 2020, foi apresentada a antologia Flagrantes da Ruralidade na Literatura de Trás-os-Montes e Alto Douro, organizada por A. M. Pires Cabral, que constitui o n.º 41 da Colecção Tellus.
Na manhã do dia 23 de Julho, foi a vez de ser apresentado n.º 72 da Revista Tellus, que inclui colaboração de António Conde, Armando Palavras, José Dias Baptista e Sebastião Bravo.
Concomitantemente com esta apresentação, foi inaugurada a Exposição ‘Centenário do 1.º Congresso Trasmontano — Alguns documentos’. Foram recentemente editadas e distribuídas mais duas publicações constantes do plano editorial do Grémio Literário para 2020.
            Dadas as precauções exigidas pelo combate à Covid-19, a distribuição foi feita em moldes diferentes do habitual.
            No dia 18 de Julho de 2020, foi apresentada a antologia Flagrantes da Ruralidade na Literatura de Trás-os-Montes e Alto Douro, organizada por A. M. Pires Cabral, que constitui o n.º 41 da Colecção Tellus.
             Na manhã do dia 23 de Julho, foi a vez de ser apresentado n.º 72 da Revista Tellus, que inclui colaboração de António Conde, Armando Palavras, José Dias Baptista e Sebastião Bravo.
Concomitantemente com esta apresentação, foi inaugurada a Exposição ‘Centenário do 1.º Congresso Trasmontano — Alguns documentos’.

Prémio Literário 'António Cabral' – 2019

premio cabralO Júri do Prémio Literário 'António Cabral' – 2019, constituído por Isabel Maria Fernandes Alves (professora da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro), Maria da Assunção Anes Morais (professora e presidente da direcção da Academia de Letras de Trás-os-Montes) e Henrique de Matos Morgado (professor da Escola Secundária Camilo Castelo Branco), acaba de divulgar o nome do vencedor da edição deste ano: António Canteiro (nome literário de João Carlos Costa da Cruz), com o original Não fosse o tumulto de um corpo.
O Júri justifica a sua decisão com o facto de «se tratar de uma obra que revela uma forte sensibilidade poética e inegável qualidade linguística, imaginativa e musical». O original vencedor é, ainda na perspectiva do Júri, «uma obra que, no rigor das suas palavras e no seu fulgor imaginativo, convida a uma leitura atenta e sempre nova do mundo».
O Prémio Literário 'António Cabral’, instituído bienalmente pela Câmara Municipal de Vila Real, pretende ser uma homenagem ao grande poeta do Douro. À edição deste ano, concorreram cerca de 130 originais, muitos dos quais de poetas brasileiros. O Júri deixou ainda em acta a indicação de que se trata de um conjunto amplo de trabalhos de grande qualidade.

CARTAS DO P.E LUÍS CASTELO BRANCO

caderno21caferno21 2Foi apresentado no dia 18 de Julho de 2019, no Auditório da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Teixeira, o número 21 da 4.ª Série dos Cadernos Culturais do Grémio Literário Vila-Realense, intitulado Cartas do Padre Luís Castelo Branco ao seu amigo Padre José Maria de Araújo Calheiros.
Trata-se de uma compilação de dúzia e meia de correspondências enviadas pelo P.e Luís Castelo Branco (sobrinho-neto de Camilo), entre 31 de Janeiro de 1906 e 9 de Janeiro de 1965, a um seu antigo condiscípulo em Braga, o P.e Araújo Calheiros, de Quintão, Ponte de Lima. Para além da transcrição das cartas, algumas das quais reproduzidas em fac-símile, e de ilustração pertinente, o caderno inclui introdução e notas de João Cunha, familiar do P.e Calheiros, que procedeu à apresentação da obra.
De salientar a presença interessada, na assistência, de D. António Augusto Azevedo, o novo bispo de Vila Real, a quem a Vereadora de Cultura, Dr.ª Eugénia Almeida, ofereceu pessoalmente um exemplar do caderno.

NÚMERO 70 DA REVISTA TELLUS

tellus70Foi apresentado no dia 27 de Junho de 2019, no Auditório da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Teixeira, o número 70 da Revista Tellus.

Este número insere a seguinte colaboração: “Glossário ameno trasmontano (de humor e amor à caça)”, de Ângelo Sequeira; “O Teatro Salão e os primórdios do cinema em Vila Real”, de António Conde; “Oficinas, sociedades e parcerias de artífices e artistas na arte periférica duriense na época de Setecentos”, de Armando Palavras; “A cela do Beato Nuno e D. Manuel Vieira de Matos”, de Dias Vieira; “As especiarias, as Molucas e a histórica viagem de Fernão de Magalhães”, de José Alves Ribeiro; e “Cartas da Bila”, de Sebastião Bravo.
Insere ainda as habituais rubricas “Registo”, “Crónicas do rebusco”, “Notícias das Letras”, “Livros recebidos” e “Actividades do Grémio Literário Vila-Realense”.
A capa é dedicada ao escritor vila-realense António Passos Coelho, falecido em 4 de Fevereiro de 2019.
Na mesma sessão foi ainda distribuída uma interessante reedição de nove postais antigos de Vila Real.

O Mistério do Arcabuzado e do Santo Soldado

santo soldado santo soldado2 santo soldado2 santo soldado2 santo soldado2 santo soldado2 A apresentação do Caderno Cultural n.º 20, do Grémio Literário Vila-Realense, teve lugar no domingo, 12 de Maio de 2019, às 18h00, na Igreja da Misericórdia.
Tanto o dia (um domingo) como o lugar (Igreja da Misericórdia) escolhidos para o efeito podem causar alguma perplexidade. Mas entende-se, quando se sabe o título do Caderno (O mistério do Arcabuzado e do Santo Soldado): o dia 12 de Maio de 1813 foi a data da execução do Arcabuzado. Por outro lado, é na Igreja da Misericórdia que o mesmo se encontra sepultado.
O Caderno apresentado e distribuído na sessão é um extenso trabalho de 208 páginas, da autoria de Manuel Tavares Teles, que procedeu a uma investigação exaustiva, documentadíssima, sobre a verdadeira identidade do Santo Soldado, que corre sob dois nomes: António Gonçalves Figueira (não Pegueira, como até aqui se supunha) e José Custódio.
O Provedor da Santa Casa da Misericórdia, P.e José Joaquim Dias Gomes, presidiu à sessão. A apresentação esteva cargo de Elísio Amaral Neves.
O Grémio Literário Vila-Realense prossegue assim a sua acção de divulgação da história local.

Contactos

   259303080

 gremio@cm-vilareal.pt

   Rua Madame Brouillard, 30
     5000-573 Vila Real

Aplicação do Município
A nossa aplicação está disponível para IOS e ANDROID
Informações