Texto
   

Bem-vindo

logoEdifício da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Teixeira
Rua Madame Brouillard, 5000- 573 Vila Real Telefone: +351 259303083 - Fax +351 259303080
E-mail: gremio@cm-vilareal.pt >> Responsável: A. M. Pires Cabral
‘CASTELOS E POEMAS’ EM VINHAIS

castelos poemas7 castelos poemas7 castelos poemas7 castelos poemas7

A penúltima sessão do Ciclo 'Castelos e Poemas', organizado pelo Grémio Literário Vila-Realense, teve lugar no dia 27 de Setembro de 2014, em Vinhais.
O programa, muito completo, incluiu visitas ao Centro Histórico (Casa da Vila – Centro de Interpretação do Parque Natural de Montesinho, pelourinho manuelino, igreja matriz e muralhas), à Casa do Conde de Vinhais – Cento Cultural; ao Parque Verde de http://www.eurovanille.com/best-price-for-levitra Artes e buy cheapest cialis online Ofícios; ao Museu de Arte Sacra, no antigo Convento de São Francisco; e ao Parque Biológico de Vinhais (Centro de Interpretação de Raças Autóctones Portuguesas, Centro Micológico e overnight delivery viagra Jardim Botânico).
Como habitualmente, foram distribuídas fichas com textos alusivos ao (muito arruinado) Castelo de Vinhais.

 
CONTOS DE ISABEL MATEUS EM CHINÊS

isabel mateus O livro Contos do Portugal rural, de Isabel Maria Fidalgo Mateus, que já havia saído em 2012 em edição bilingue (português-inglês), acaba de sair em nova em edição bilingue, desta feita português-chinês.
A publicação teve a colaboração da Universidade de Macau (Mestrado de canada cheap viagra jelly Tradução do Departamento de Português) e inclui-se na série Portuguese Insights – Bilingual Text Collection.
São 13 contos de temática regional trasmontana, precedidos de uma introdução de Patricia Anne Odber de Baubet e Gustavo Infante, e enriquecidos com um glossário no final.
É a sétima publicação da Autora.

 

 

 
OH! LUSITANIA, DE RUI PIRES CABRAL

rui p cabral Rui Pires Cabral, poeta de produção relativamente escassa mas devidamente referenciada pela crítica, acaba de publicar Oh! Lusitania, segundo volume de uma trilogia de viagra pills for sale uk inspiração náutica iniciada em 2013, com Broken. A edição é da Paralelo W.
Nesta trilogia, Rui Pires Cabral trilha caminhos pouco habituais, para não dizer pioneiros, na nossa poesia. É uma poesia de algum modo inspirada na banda desenhada, embora a transcenda largamente nos objectivos e também nos resultados. É feita a partir de colagens de velhas fotografias, sobre as quais o Autor cola por sua vez frases curtas, incisivas, também elas recortadas de textos pré-existentes, constituindo poemas de alta qualidade.
Oh! Lusitania é em língua inglesa. O Autor explica a razão: «[...] Todos os poemas foram por assim dizer escritos com palavras recortadas do livro The Last Voyage of the generic cialis cheapest india Lusitania (A. A. Hoehling e Mary Hoehling, Pan Books, 1959), no qual se relata a tragédia do levitra generic transatlântico afundado por um torpedo alemão na primavera de 1915.» Tomando como ponto de buy viagra for women uk partida esse livro e essa tragédia, Rui Pires Cabral constrói duas dúzias de brevíssimos poemas, divididos em três secções, que são outras tantas meditações certeiras sobre vida e morte.

 
HISTÓRIAS... PARA A HISTÓRIA

historias para historia historias para historia2 historias para historia3

No passado dia 20 de Julho, pelas 11 horas, junto ao Pelourinho, integrada no programa das comemorações do Dia da Cidade, teve lugar a apresentação do n.º 30 da Colecção Tellus, do Grémio Literário Vila-Realense. Trata-se da edição fac-similada do livro de crónicas vila-realenses Histórias... para a história – Vila Real do meu tempo, da autoria de José Luís Rebelo da Silva, publicado em edição de autor em 1959.

O livro, que é um comovido tributo de saudade à sua terra natal, relata histórias do período decorrido entre 1890 e 1904. Nele encontramos numerosas personagens picarescas e 'garotos da safe cheap levitra bila', que deixaram nome na cialis with overnight shipping petite histoire da nossa cidade.
José Luís Rebelo da Silva nasceu em Vila Real em 24 de Junho de 1881. Após parte da vida passada em Lisboa, onde participou activamente na propaganda republicana, embarcou para Angola em 1911, e aí construiu uma carreira brilhante de funcionário administrativo, com uma folha de i recommend serviços de que constam inúmeras condecorações e louvores.

 
‘CASTELOS E POEMAS’ EM CHAVES

castelo chaves castelo chaves2 castelo chaves3

O Grémio Literário Vila-Realense levou a efeito, no passado dia 12 de Julho, mais uma visita do Ciclo 'Castelos e Poemas', desta vez a Chaves.
Guiados pelos técnicos da Autarquia, Drs. Jorge Leite e Cláudia Araújo, os participantes tiveram oportunidade de visitar o Museu da Região Flaviense e a Torre de Menagem do Castelo (de cujo topo se descortina uma paisagem soberba), assim como de percorrer a zona histórica da cidade, incluindo as Igrejas da Misericórdia e de Santa Maria Maior e a Ponte Romana de Trajano. Junto da generic viagra online pharmacy Torre de Menagem foram lidos textos de Miguel Torga, José Saramago, Julio Llamazares e A. M. Pires Cabral.
A jornada terminou com um belo almoço na típica Adega do levitra medication Faustino.

 
PUBLICAÇÕES RECENTES DO GRÉMIO LITERÁRIO VILA-REALENSE

circuito joaquim ferreira1 santo soldado tellus 60

 

No ano de www.toyota-motorsport.com 2014, e até hoje, o Grémio Literário Vila-Realense publicou os seguintes títulos:

  • Tellus – Revista de Cultura Trasmontana e Duriense, N.º 60. Colaboração de Carlos Nogueira, Henriqueta Maria Gonçalves, Ricardo Ferreira de Almeida e online prescription for viagra A. M. Pires Cabral.
  • Um grande poeta vila-realense: Manuel Duarte de Almeida, por António Canavarro de Valladares. Cadernos Culturais, 4.ª Série, N.º 12.
  • O Santo Soldado – Antologia, com selecção de textos, organização e posfácio de Elísio Amaral Neves. Colecção Tellus, N.º 28.
  • O Circuito de Vila Real – Contributos para uma antologia, com selecção de textos, organização e prefácio de Elísio Amaral Neves. Colecção Tellus, N.º 29.
 
CICLO 'CASTELOS E POEMAS' – MARIALVA

marialva marialva marialva marialva

O Grémio Literário Vila-Realense realizou no dia 17 de Maio de lowest price viagra uk 2014 a terceira visita da segunda série do Ciclo 'Castelos e Poemas'. Desta vez foi visitado o castelo Marialva, no concelho de Meda, distrito da Guarda.
O castelo de Marialva é um lugar fascinante, onde se respira história a plenos pulmões. Por coincidência, havia nesse dia uma feira medieval, o que ajudou os participantes na visita a imaginar o que terá sido a vida naquele lugar, ao tempo de construção do castelo.
Para além da visita guiada ao castelo, houve ainda tempo para visitar, na Quinta Vale d'Aldeia, uma moderníssima unidade de produção vinícola e, em Longroiva, um não menos moderno complexo termal.
A Câmara Municipal de Meda apoiou a visita, que foi acompanhada, desde a chegada até ao momento da despedida, pelo Vereador do Turismo, Dr. Paulo Jorge Lemos Amaral.

 
CICLO ‘PORTAS COM HISTÓRIA’ – PORTO

portas historia3 portas historia3 portas historia

No dia 10 de Maio de 2014 teve lugar a primeira visita do Ciclo 'Portas com História', organizado pelo Grémio Literário Vila-Realense.
Aconteceu no Porto, onde de alguma forma, na passagem pelo Círculo de Cultura Musical daquela cidade, se recordou a figura de cialis prescription online Elisa Baptista de Sousa Pedroso, notável pianista vila-realense que viveu entre 1876 e 1958 e foi presidente da Juventude Musical Portuguesa e fundadora e directora do Círculo de Cultura Musical. A Dr.ª Maria Ofélia Diogo Costa fez as honras da casa.
A jornada incluiu ainda uma visita à Fundação Maria Isabel Guerra Junqueiro e Luís Pinto Mesquita Carvalho, e à Casa-Museu de Guerra Junqueiro. Desta feita a anfitriã foi a Dr.ª Maria Inês Diogo Costa.

 
ENCONTRO DE ESCRITORES TRASMONTANOS E ALTO-DURIENSES

encontro escritores1 encontro escritores1 encontro escritores1 encontro escritores1 encontro escritores1 encontro escritores1

Realizou-se na manhã de 25 de Abril, integrado no programa das comemorações do 40º aniversário daquela data organizado pela Câmara Municipal de Vila Real, o habitual Encontro de Escritores Trasmontanos e Alto-Durienses.
O encontro, da responsabilidade do Grémio Literário Vila-Realense, reuniu cerca de 30 escritores, que tiveram nele uma oportunidade de convívio e troca de impressões e experiências. O momento central foi a palestra "Língua charra – Regionalismos e identidade linguística em Trás-os-Montes", pelo Dr. Telmo Verdelho, professor catedrático aposentado da Universidade de Aveiro e order levitra online natural de Vale Gouvinhas, Mirandela.
Do programa constaram igualmente uma homenagem a editores e livreiros em reconhecimento da sua acção em prol da literatura e dos escritores trasmontanos, uma visita à exposição "Correspondência de Custódio José Duarte para o seu irmão Manuel Duarte de Almeida", patente no Grémio Literário Vila-Realense, um debate sobre linguagem popular e, a fechar, um animado almoço de confraternização.

 
Ciclo 'Castelos e Poemas': Montalegre

montalegre2 montalegre2 montalegre2 montalegre2

No dia 5 de Abril de online prescription cialis 2014 teve lugar a segunda visita da segunda série do Ciclo 'Castelos e Poemas'. Desta vez, o castelo visitado foi Montalegre, um dos mais imponentes de toda a região, implantado numa elevação sobranceira à vila e exibindo ainda as suas quatro torres e uma cisterna espectacular. Para ajudar na interpretação histórico do lugar, foi destacado o Dr. Paulo Amaral, da Direcção Regional da Cultura do Norte. Prestou também óptima colaboração à visita o escritor barrosão Dr. José Dias Baptista, que fez uma evocação, no final do sale online viagra ie almoço, do Movimento Setentrião, de Vila Real, de que fez parte.
Foram também visitados o Ecomuseu do Barroso, em Montalegre, e uma aldeia-ecomuseu, Paredes do Rio, onde foi possível contactar com interessantes aspectos etnográficos que já só em poucos lugares persistem.

 
DIA MUNDIAL DA POESIA

dia poesia dia poesia2 O Grémio Literário Vila-Realense celebrou este ano, como habitualmente, o Dia Mundial da Poesia, em sessão realizada no dia 21 de Março, à noite, no Auditório da Biblioteca Municipal Dr. Júlio Teixeira. O programa consistiu em três palestras, proferidas respectivamente por Elísio Amaral Neves (Aureliano Barrigas, caricaturista do 'Comércio do Porto'), pela Directora de Serviços da Documentação e Bibliotecas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Dr.ª Maria Margarida de Carvalho (As espécies documentais do acervo de Manuel Duarte de Almeida à guarda da Biblioteca da UTAD: Uma análise preliminar) e pela Professora Catedrática da mesma Universidade, Doutora Henriqueta Maria Gonçalves (Linhas de continuidade da Literatura Portuguesa: A poesia de Manuel Duarte de Almeida). Foi ainda visitada uma pequena exposição, no Grémio Literário Vila-Realense, sobre Manuel Duarte de Almeida, poeta vila-realense a quem foi dedicada a comemoração por passar este ano o primeiro centenário da sua morte. Foi ainda, também como habitualmente, publicado e distribuído um álbum de poesia, que levava como capa um cartoon de discount viagra uk Aureliano Barrigas e online abilify como poema inspirador um soneto de Manuel Duarte de Almeida.

 
DIA DAS LETRAS TRASMONTANAS E ALTO-DURIENSES

dia letras4 dia letras4 dia letras4 dia letras4

O Grémio Literário Vila-Realense comemorou o Dia das Letras Trasmontanas e Alto-Durienses no passado dia 16 de Março – data escolhida por ser a do nascimento de Camilo Castelo Branco.
Este ano, a comemoração realizou-se em Ribeira de Pena, onde houve lugar a um roteiro por lugares camilianos, proporcionado pela Câmara Municipal.
Como ponto alto da comemoração, foi apresentado e distribuído o Caderno Cultural n.º 12, um trabalho de António Canavarro de Valladares, barão de Ribeira de Pena, já falecido, em cujo solar de Santa Marinha decorreu uma cerimónia informal de apresentação por Elísio Amaral Neves.
O título do caderno é Um grande Poeta Vila-Realense: Manuel Duarte de Almeida. A escolha deste trabalho para celebrar em 2014 o Dia das Letras Trasmontanas e Alto-Durienses ficou a dever-se ao facto de http://www.riton-shirts.com/viagra-prices-australia passar este ano o centenário da morte de Manuel Duarte de Almeida.
A Vice-Presidente e Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Vila Real, Dr.ª Eugénia Almeida, a terminar a cerimónia, dirigiu agradecimentos à Câmara Municipal de Ribeira de Pena e à Família de António Canavarro de Valladares pela colaboração prestada à comemoração.

 

 
<< Start < Prev 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > End >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL
Câmara Municipal de Vila Real