O COMBOIO VADIO, DE PÊRA FERNANDES

Publicado em Notícias
Ler 4473 vezes

fernandes José Augusto de Pêra Fernandes (Palaçoulo, Miranda do Douro, 1958) acaba de fazer a sua estreia na área da ficção, com o romance O comboio vadio. Tendo porventura um fundo autobiográfico, narra uma história de amor de final feliz entre dois jovens, Rui e Teresa. Para romance de estreia, O comboio vadio demonstra uma apreciável segurança narrativa.

Jorge Laiginhas, que assina um curto prefácio, considera que esta obra «é, antes de mais, uma estória de fé que nos deixa o coração em festa».

Para além de colaborações dispersas, Pêra Fernandes tinha já publicado dois livros sobre aspectos relativos à cidade onde trabalha e reside: Freguesias do concelho de Bragança (2006) e O sumo das pedras de Bragança (2008).

Classifique este item
(1 Vote)