Gonçalinho de Oliveira

Publicado em Notícias
Ler 3242 vezes

O Ciclo "Poesia Trasmontana e Alto-Duriense" prosseguiu no dia 14 de Outubro com uma sessão dedicada a José Gonçalinho de Oliveira.
Gonçalinho de Oliveira nasceu em 1916 no concelho de Lamego, mas passou a maior parta da vida em Vila Real, onde desenvolveu a sua actividade profissional de funcionário dos CTT. Figura muito discreta e avessa às luzes da publicidade, e tendo embora escrito milhares de poemas, apenas publicou um livro em vida: Musa antiga, de 1958, com prefácio de António Cabral. Em 2005 os Serviços de Cultura da Câmara Municipal de Vila Real publicaram postumamente Poemas.
Nas suas composições descobrem-se ecos da poesia visionária e nebulosa de Teixeira de Pascoais, do pendor reflexivo de Antero de Quental, do terno lirismo de Afonso Duarte, dos frescos madrigais de João de Deus e até dos vilancetes do Cancioneiro geral.
Faleceu em Vila Real, em 21 de Novembro de 1993.

Classifique este item
(0 votos)